• Construções do verbo "essere" com um nome, adjetivo ou advérbio: è vero (é verdade), è importante (é importante), è meglio (é melhor), è giusto (é justo), è chiaro (é claro), è bene (é bom), è utile (é útil), è male (é mal), è opportuno (é oportuno), è facile (é fácil), è difficile (é difícil), etc:

È difficile parlare di matematica.
É difícil falar de matemática.

È necessario che l'uomo sia libero.
É necessário que o homem seja livre.

È meglio leggere il giornale o guardare il telegiornale?
É melhor ler o jornal ou assistir ao telejornal?

È una sfortuna che i governi del mondo non imparano dagli errori degli altri.
É uma desgraça/um azar que os governos do mundo não aprendam com os erros uns dos outros.

  • Verbos na terceira pessoa do plural com um sentido genérico, sem sujeito: importa (importa), avanza (sobra), manca (falta), sembra (parece), pare (parece), occorre (é necessário/preciso), succede (acontece), accade (acontece), basta (basta), etc:

Bisogna saper perdere.
É necessário saber perder.

È accaduto che la situzione...
Aconteceu que a situação... 

Non importa.
Não importa.

Questa pasta manca di sale.
Falta sal nessa massa.

Sembra che sia partito.
Parece que ele partiu.

Mi tocca pagare.
Eu tenho que pagar.

  • Verbos que se referem a fenômenos atmosféricos: abbrunare (escurecer), nevicare (nevar), piovere (chover), grandinare (granizar), tempestare (tempestuar), diluviare (diluviar), tuonare (trovejar), lampeggiare (relampejar), albeggiare (amanhecer), etc:

È nevicato.
Nevou.

Piove da 24 ore.
Chove há 24 horas.

Ieri sera ha grandinato
Ontem a noite granizou.






















Siga-nos

Newsletter

Receba nossa newsletter. Inscreva-se aqui